21°C 32°C
Xinguara, PA
Publicidade

Em cinco anos, Pará apresenta redução histórica na criminalidade e preserva mais de 8 mil vidas

Os dados foram divulgados na manhã de terça-feira (2) e são referentes ao acumulado do ano de 2023

04/01/2024 às 10h54
Por: André Silvestre Fonte: Agência Pará / Walena Lopes (SEGUP)
Compartilhe:
Foto: Agência Pará
Foto: Agência Pará

O trabalho ostensivo e constante desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio das forças de segurança integradas, resultou em cinco anos consecutivos de reduções significativas na criminalidade em todo o Pará. No mês de dezembro de 2023 o Estado finalizou o ano com menos de 2 mil homicídios registrados, o melhor na linha histórica desde 2010, apresentando uma redução de 13% comparado a 2022. Os Indicadores também registraram um alcance histórico na linha do tempo, em relação aos Crimes Violentos, onde o Pará atingiu uma queda de 14% quando comparado com o ano de 2022, e ainda de 49% se comparado ao ano de 2018. O número representa a preservação de 8.095 vidas, em cinco anos.

Os dados foram divulgados na manhã desta terça-feira, 02, pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac). 

Os números são referentes ao acumulado do ano de 2023 (1º de janeiro a 31 de dezembro) quando comparado com o ano de 2022, e ainda no comparativo dos anos de 2023 com 2018, atestando um indicador histórico, resultado de um trabalho contínuo em cinco anos de gestão, como destaca o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Pará, Ualame Machado.

Foto: Agência Pará
Foto: Agência Pará

“Desde 2010, é o primeiro ano em que o Estado fecha o quantitativo de registros com menos de 2 mil homicídios, e ainda com 49% de crimes violentos quando comparamos com o ano anterior à nossa gestão, que foi 2018, o que nos aponta a preservação de mais de 8 mil vidas, considerando os últimos cinco anos. Isso nos mostra o resultado de um trabalho ostensivo e integrado das forças de segurança do Estado, que ao longo destes cinco anos de gestão, não mediu esforços para tirar o Pará dos rankings negativos quando o assunto era criminalidade. Temos consciência de que muito ainda precisa ser feito, mas finalizar este ano com um indicador dessa natureza, nos aponta que o caminho que escolhemos é o certo, e que com investimento assertivo na nossa tropa, em equipamentos de alta tecnologia, aliado à atuação das agências de inteligência, conseguimos manter a estabilidade dos números e a redução por cinco anos consecutivos de gestão”, ressaltou Ualame Machado. 

Histórico - De acordo com os números apresentados, quanto aos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), aqueles que englobam homicídios, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, em 2023 o Pará registrou uma queda de 14% quando comparado com o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2022, quando foram registradas 2.395 ocorrências contra 2.066 neste último ano, considerando o mesmo período, o que representa o melhor resultado desde 2010. No crime de homicídio, no acumulado dos anos, o Estado registrou 2.276 homicídios em 2022 contra 1.983 casos em 2023, fechando o ano com menos de 2 mil homicídios computados. O Estado registrou também o melhor mês de dezembro na linha histórica desde de 2010, quanto aos crimes violentos, onde foram computados 185 casos em dezembro de 2022 e 172 no mesmo período de 2023.

Foto: Agência Pará
Foto: Agência Pará

Quando comparamos os Crimes Violentos registrados no Estado, no período de janeiro a dezembro, com os anos de 2018 e 2023, os números apontam dados ainda mais expressivos de redução. Em 2018 foram computados em todo o Estado 4.051 casos de crimes violentos, enquanto que em 2023, o Estado finalizou o ano com o registro de 2.066 casos do crime, o que representa em cinco anos a preservação de 8.066 vidas paraenses.  

Ações - Em cinco anos a Segurança Pública do Estado avançou, ao adquirir equipamentos de alta tecnologia, novas viaturas, novas unidades policiais, instalação de mais câmeras de videomonitoramento e aquisição de câmeras corporais para os agentes públicos. O Governo investiu também na capacitação e qualificação dos agentes de segurança, melhorando as condições de trabalho para que pudessem atuar com mais segurança.  

Foto: Agência Pará
Foto: Agência Pará

Concursos - O Estado investiu também na criação de concursos públicos, voltados para a ampliação da tropa, e em cinco anos formou e empossou mais de 9 mil agentes públicos distribuídos entre as corporações das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiro Militar e da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap). 

Cidadania - O Governo do Pará criou ainda um dos maiores projetos de cidadania do país, por meio do TerPaz - Territórios pela Paz - com a criação das Usinas da Paz que tem por objetivo garantir serviços sociais e mais cidadania à população. O Estado já realizou a entrega de 9 Usinas da Paz em sete bairros da Região Metropolitana de Belém (RMB), além dos municípios de Parauapebas e Canaã do Carajás, que também contam com as primeiras Usinas da Paz atuantes nas cidades fora da RMB. O Estado prevê ainda a construção simultânea de 26 novas Usinas da Paz até o primeiro semestre de 2024. 

“Segurança Pública não se faz apenas com força, ostensividade e presença das polícias nas ruas. Se faz também com ação social, educação, saúde e cidadania, como visto no trabalho executado pelo Governo do Estado, por meio das Usinas da Paz, que hoje é o maior projeto de cidadania em execução no nosso país. A somatória de esforços do Governo tirou o Estado do ranking das unidades federativas mais violentas do país, e hoje estamos entre os sete melhores Estados, isso é resultado da integração entre as ações de segurança e cidadania que o projeto 'Territórios pela Paz' nos proporciona”, disse Ualame Machado.

Foto: Agência Pará
Foto: Agência Pará

Ele ressalta ainda a integração entre os órgãos e o trabalho contínuo para a preservação de vidas e a garantia de mais dignidade aos paraenses. “Um trabalho que vem sendo feito de forma contínua, desde que iniciamos nossa gestão, com a presença da polícia em bairros onde antes não era possível que o Estado se fizesse presente, e que após um trabalho de choque operacional, e a manutenção das ações em combate à criminalidade, nos  permitiu a retomada e a presença das forças de segurança nesses territórios onde antes o crime era impune, e que hoje as ações sociais são uma realidade para essas comunidades, onde está sendo possível levar mais dignidade, educação, saúde e esperança para todos”, analisou Ualame Machado.

Foto: Agência Pará
Foto: Agência Pará
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Xinguara, PA
21°
Tempo nublado

Mín. 21° Máx. 32°

22° Sensação
0.55km/h Vento
90% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h23 Nascer do sol
06h11 Pôr do sol
Qui 33° 24°
Sex 32° 22°
Sáb 30° 21°
Dom 30° 22°
Seg 31° 22°
Atualizado às 05h06
Publicidade
Anúncio
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,16 -0,06%
Euro
R$ 5,61 -0,07%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,37%
Bitcoin
R$ 370,195,64 -0,93%
Ibovespa
123,779,54 pts -0.58%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Anúncio